ANDRELÂNDIA MG

MORRO DO CRISTO

Andrelândia é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Localiza na Mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas e sedia a Microrregião de Andrelândia, ao sul da capital do estado, da qual está a cerca de 300 km. Ocupa uma área de aproximadamente 1 005 km² e sua população, em 2014, é estimada em 12 507 habitantes, sendo o 296º município mais populoso do estado de Minas Gerais e o segundo de sua microrregião.

Foi fundada em 20 de julho de 1868 com o nome de Vila Bela do Turvo e constituído por cinco distritos: Turvo, Arantes, Bom Jardim, Madre de Deus do Rio Grande e São Vicente Ferrer. Ao longo dos anos os distritos elevaram-se a cidades, restando em Andrelândia apenas a sede, seu único distrito. Ao longo de sua história, o município teve várias denominações. Desde a lei estadual 1 160, de 19 de setembro de 1930, permanece sua denominação atual.

A cidade tem grande tradição em turismo. Muitos de seus antigos casarões são considerados patrimônio histórico municipal. Outros destaques são as festas religiosas, como a Festa de São Sebastião, Folia de Reis, Semana Santa, Festa de São Benedito, Corpus Christi e a festa da padroeira, Nossa Senhora do Porto, em agosto.

CULTURA E LASER

Em 2007, a administração ampliou a infraestrutura das escolas, que, hoje, já contam com uma melhoria na capacidade de atendimento para os estudantes. Por consequência disso, novos repasses e investimentos do governo federal e estadual chegaram ao município, como a construção da primeira creche municipal, a ampliação da Escola Municipal João Narciso de Oliveira, a criação da Escola Técnica Agroflorestal e a construção de quadras poliesportivas.

Um trecho importante da Estrada Real, mas ainda pouco pesquisado e explorado turisticamente, é o que se denominava Caminho do Comércio ou Caminho do Rio Preto, uma variante que foi aberta por volta do ano de 1813 para facilitar o trânsito de comerciantes e tropeiros entre São João Del-Rei e o Rio de Janeiro. Essa rota, que partia do Caminho Novo em trecho compreendido entre os atuais municípios de Pati do Alferes e Paraíba do Sul, rumava em direção a Valença em terras fluminenses, depois seguia pelos antigos arraiais mineiros de Rio Preto, Bom Jardim, Turvo (atual Andrelândia), Madre de Deus, Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno e, finalmente, chegava à Vila de São João Del-Rei. O Caminho do Comércio é uma importantíssima variante da Estrada Real e ao seu longo existe um número enorme e variado de atrativos culturais e paisagísticos, além de vários locais para a prática do chamado ecoturismo: As belas cachoeiras e os tanques de criação de trutas da região compreendida entre Rio Preto e Bom Jardim de Minas; a arquitetura colonial, os sítios arqueológicos, os doces e o queijo típicos e a cachaça de qualidade produzida na região de Andrelândia; as fazendas e igrejas centenárias, as serras e as tradições folclóricas da região de Madre de Deus de Minas.

Recentemente um projeto de lei incluiu Andrelândia na rota da Estrada Real (ER). Para demarcar o local, foram colocados vários totens no município.

ARTESANATO

O artesanato é uma das formas mais espontâneas da expressão cultural andrelandense. Em várias partes do município, é possível encontrar uma produção artesanal diferenciada, feita com matérias-primas regionais e criada de acordo com a cultura e o modo de vida local. Esta diversidade torna o artesanato andrelandense, rico e criativo. A Associação dos Artesãos de Andrelândia reúne diversos artesãos da região, disponibilizando espaço para confecção, exposição e venda dos produtos artesanais. São produzidos especialmente colchas e caminhos de mesa de crochê, flores produzidas com folha de milho seca, peças produzidas com teares, dentre outras.

Normalmente essas peças são vendidas em feiras, exposições ou lojas de artesanato. A “Casa do Artesanato” representa o ponto de exposição e venda de diversas peças produzidas por artesãos de Andrelândia. Um importante patrocinador do artesanato no município é o CRAS, um projeto organizado pela prefeitura envolvendo famílias em situação de risco, que trabalham em pelo fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Oferece cursos de artesanato, biscuit e os projetos de reciclagem com aproveitamento de jornais, cascas de alho, cebola e fibras vegetais.

PONTOS TURISTICOS

O Parque Arqueológico da Serra de Santo Antônio

Mirante do Cristo Redentor

Cachoeiras próximas à cidade