Parque do Ibitipoca recebe aulas de campo de curso da UFJF

Imagem de Capa: Lucas Morgado

O Parque Estadual do Ibitipoca, abriu as portas para atividades de campo de uma turma de 14 alunos do curso de bacharelado em ciências biológicas da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). A unidade de conservação, situada nos municípios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca, é administrada pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Coordenada por quatro professores, a disciplina de zoologia de campo levou os estudantes para uma imersão durante uma semana no parque, com o objetivo de enriquecer a parte prática do currículo, uma demanda identificada pelos educadores.

Os professores Juliane Lopes, André Guaraldo, Henrique Costa e Renato Nali, que estão à frente da disciplina, são especialistas em diferentes temáticas, o que tornou a experiência mais completa. Juliane Lopes é especialista em mirmecologia (estudo das formigas), André Guaraldo em ornitologia (estudo das aves), Henrique Costa em herpetologia (répteis e anfíbios), com foco em répteis, e Renato Nali também em herpetologia, mas com foco em anfíbios.

Os quatro apresentaram conteúdos ligados aos métodos de coleta de dados zoológicos. “A ideia para criação da disciplina surgiu a partir da avaliação da grade curricular do curso, quando percebemos que as aulas práticas eram bem escassas e que estas são essenciais para a formação profissional do biólogo”, diz Juliane Lopes. Dessa forma, surgiu a ideia de criar uma programação inspirada na disciplina ecologia de campo, que já é ministrada no programa de pós-graduação da universidade.

Ainda segundo a professora Juliane Lopes, a união de professores com diferentes especialidades garante que os alunos vivenciem e desenvolvam técnicas de estudo de observação dentro de diferentes especialidades, aumentando assim o interesse deles e garantindo uma formação ampla.

Para permitir o maior aprendizado possível, a semana prática da disciplina, que aconteceu no Ibitipoca entre os dias 3 e 7 de fevereiro, foi realizada antes do início oficial do período letivo, para garantir que os alunos pudessem se dedicar exclusivamente aos temas.

Durante o semestre isso não seria possível, em razão de outros compromissos dos alunos e também dos professores. A programação incluiu ainda práticas noturnas conduzidas pelos professores especialistas em répteis e anfíbios. Durante o período letivo um quinto professor também vai ministrar aulas sobre zoologia de campo. Artur Andriolo é especialista em bioacústica e vai somar seus conhecimentos à programação montada pelos outros quatro educadores.

“A realização da disciplina no Parque Estadual do Ibitipoca durante uma semana de forma intensiva permitiu a imersão dos alunos nos conteúdos apresentados durante todo esse período, aumentando assim a vivência e a integração. A gerente do parque, Clarice Silva, foi convidada e gentilmente nos apresentou os desafios do gerenciamento de uma unidade de conservação, além dos métodos utilizados para que toda a população tenha acesso aos parques. Essa é uma das melhores ferramentas para a educação ambiental”, diz Juliane Lopes.

Por fim, ela destaca que a parceria entre universidades e o Instituto Estadual de Florestas (IEF) é uma grande ferramenta para a conservação do meio ambiente e o fato de o IEF ter concedido o alojamento para o grupo foi essencial para o projeto.

Clarice Silva, que é gerente do Ibitipoca, destaca que a unidade tem uma boa estrutura de alojamentos e auditório para esse tipo de atividade e pontua que é comum o parque receber aulas de campo. É importante que os interessados procurem a unidade de conservação com pelo menos 6 meses de antecedência, para que o parque possa se programar e oferecer a melhor estrutura possível. “Essa é um dos serviços que o Parque do Ibitipoca oferece ao público. É uma experiência muito válida, uma troca muito boa para os alunos”, diz a gerente.

Fonte: Carlos Santos

Jornalista / Repórter / Colunista. Rádio Premium FM 107,7 – Diário Regional – TVE/JF – Rádio Globo JF – Diretor Geral no LD Notícias.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *